Ambient

AMBIENT entrega obra de interceptores e elevatória que vão beneficiar zona leste de Ribeirão Preto

Com investimentos de R$12,8 milhões, a AMBIENT finalizou a construção de 8,6 quilômetros de interceptores que vão propiciar o afastamento do esgoto da zona leste de Ribeirão Preto.

Os novos interceptores ligam os bairros Jardim Helena, Jardim Juliana, Parque dos Servidores, Recreio Internacional e Portal do Ipês à Estação Elevatória de Esgoto Palmeiras II, que está pronta desde 2007, porém não recebia contribuição de efluentes pela falta dos interceptores.

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, o superintendente do DAERP, Afonso Duarte, engenheiros da autarquia e vereadores visitaram e verificaram, nessa terça-feira (2), o funcionamento das instalações da estação elevatória.

Com o funcionamento do interceptor de esgoto e operação da nova estação elevatória, toda a carga orgânica de esgoto dos bairros beneficiados será enviada para o interceptor do córrego das Palmeiras e em seguida para a Estação de Tratamento de Esgoto Caiçara. O interceptor do córrego do Esgoto possui diâmetros que variam entre 300 e 600 milímetros e capacidade de vazão de até 350 litros por segundo, para atender a expansão populacional da zona leste.

Com a ativação da Palmeiras II, foi possível desativar, em junho desse ano, a antiga estação elevatória do Parque dos Servidores, solucionando os constantes transbordamentos de esgoto que ocorriam no local.

A nova estação elevatória Palmeiras II faz parte do pacote de investimentos de R$ 132,7 milhões realizado pela Ambient, que contempla a construção de 92,7 quilômetros de novas redes e interceptores de esgoto, que permitirá a universalização dos serviços de saneamento em Ribeirão preto. Do total das obras, 96% já estão concluídos e o restante deverá estar pronto neste segundo semestre.